sábado, 28 de julho de 2018

Como tem sido trabalhar juntamente com a ansiedade

Oi tudo bem? Já tem um tempo que não apareço por aqui. O motivo é que eu comecei a trabalhar e não estou tendo criatividade pra conteúdo nenhum. :( Mas tirando isso, queria compartilhar um pouco de como está sendo trabalhar juntamente com a ansiedade. Aí vocês me perguntam "Como assim?". Eu sinceramente achei que não iria ser capaz de parar em nenhum emprego por conta da ansiedade extrema. Achei que entraria em pânico logo no começo e desistiria. Graças ao ceus isso não aconteceu e estou para completar dois meses de experiência. Lógico que o ambiente de trabalho ajudou muito nessa questão (Hotel executivo, pessoas vão somente para descansar mesmo e, por ser camareira, raramente preciso de fato conversar com os hóspedes). 

Eu fiquei um pouco boba com o fato de que não me senti exageradamente ansiosa nos primeiros dias, até isso me assustou lol. Mas olha só que doido, meu cérebro deu um jeito de criar uma válvula de escape: o banheiro, kk. As vezes em que começo a me sentir ansiosa, vou a banheiro, respiro um pouco e volto. Isso não somente no trabalho, mas em qualquer lugar público com muita gente. E olha, tem sido uma bengala e tanto. É incrível como a mente da gente comanda tudo e um simples ir ao banheiro já ajuda no controle da crise de ansiedade / pânico. 

Tem sido uma experiencia bastante enriquecedora tanto pro meu lado pessoal, mental e espiritual. (Acho que não sabem, mas sou espiritualista, acredito num monte de coisa -mediumzona- e por conta da extrema sensibilidade, passo malzão com desencarnados do lado -pra quem acredita lógico lol) Eu tenho aprendido a controlar alguns medos e um pouco de algumas crises. Tenho aprendido também muita coisa a respeito das pessoas e do convívio social entre elas. 

No geral, têm sido dois meses bastante pacificos e cheio de aprendizados. Não sei se vou passar na experiência mas como meu médico me disse, a experiência em si é uma coisa que ninguém pode tirar de mim. E tipo, só eu vivi / estou vivendo aquilo, ninguém viveu / está vivendo por mim, por tanto isso de fato é meu e ninguém pode tirar isso da minha vida. Nem se / quando eu morrer (Sei que morte é um assunto ruimzinho, mas é a ÚNICA certeza da vida, então por que não tentar trata-la com naturalidade? Mesmo dando um medo do caramba). Sei la, deu segurança e conforto. 

Algo que tem me ajudado muito é o fato de não pensar muito a respeito do tempo. Eu procuro não pensar no amanhã e me manter presente no hoje. Um dia inteiro ainda me deixa muito receosa, portanto costumo olhar os meus dias por hora / minutos. Sabe aquele negocio de viver um dia de cada vez? Eu já vou pra hora / minuto de cada vez lol. Isso me mantêm bem menos ansiosa e me ajuda a focar no presente e no que estou fazendo. 

Ainda tenho frequentemente aquela despersonalização. Eu assusto mas não permito que ela desencadeie um ataque de pânico. Mas tenho que falar, ô sensação horrível. Esses dias mesmo estava no banheiro, olhei no espelho e tive a sensação de não me reconhecer. De todas as despersonalização que eu tive, essa foi a pior. Eu não sabia se eu estava de fato ali. Tipo, não parecia que eu estava no corpo. Não parecia que era real. Nossa, não sei explicar. Mas ô coisinha ruim. O que me ajudou foi mudar a direção do pensamento. (E eu não tenho nenhum problema na cabeça viu? lol, quando diagnosticaram o transtorno de pânico em mim, eu fiz tudo quanto é exame, inclusive a tomografia do crânio. Tirando a parte psicológico, sou bem saudável até.) 

Aos caros leitores ansiosos, respire fundo e tenha certeza que tudo vai dar certo. Mesmo sendo impossível controlar essa chuva de pensamentos, ocupar-se durante o dia todo ajuda muito. Por isso, aos que são ansiosos, não fiquem parados. Ficar parado é dar brecha pra ansiedade exagerada fazer um alvoroço na mente. Por tanto, mexam-se, ocupem-se com coisas que vos fazem felizes. Aos pouquinhos a gente vai conseguindo controlar, aos pouquinhos a gente vai conseguindo vencer. É um estado emocional que sobe e desce mas o importante é tentarmos permanecer conectados com o nosso eu interior, que é sábio e racional, e assim conseguir manter o nosso equilíbrio e a nossa sanidade mental em um estado bom e agradável.

Um grande abraço a todos. (Assim que minha encomenda chegar -conto em breve- volto aqui pra mais uma postagem).

2 comentários:

  1. Que bom ler e saber que estás indo bem apesar de tudo :). A ansiedade ela quer nos amendrotar, mas quando encaramos ela, cadê a coitada com a sua força e tudo? Nós somos fortes!
    Verdade! quando nos ocupamos fazendo algo que nos faça felizes e bem, é muito bom para o desaparecimento da ansiedade, vou "arriscar" mais isso.
    Que tu possa melhorar cada vez mais ♡
    https://noitecer.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo comentário adorável, Georgia.
      Que seu dia seja lindo! ♡

      Excluir